12 Coisas que talvez não saibas sobre o Clube Criativos Portugal

Fica desde já o aviso, um texto que fale de qualquer forma sobre o Clube Criativos Portugal é um texto propício a ficar lamechas. Não só porque se trata de um “clube” que diz muito a muitas de pessoas, mas acima de tudo porque o CCP sempre foi, desde a sua criação, um “lugar” generoso e sincero de encontro, onde muitos dos “criativos” descobrem um espaço não só para partilharem os seus sucessos mas também as suas preocupações.

Um clube feito por e para pessoas que tenham a ousadia se de chamarem “criativos”, mesmo que não sejam arte finalistas, assessores de imprensa, consultores, designers, diretores criativos, diretores de arte, editores de imagem, editores de conteúdos, estratégias, ilustrados, fotógrafos, marketeers, motion designers, operadores de câmara, produtores, programadores, realizadores, redatores, sound designers, social designers, tradutores, UI designers, UX designers ou qualquer uma das profissionais, normalmente associadas ao termo de “criatividade”.

Um clube feito por e para pessoas que acreditem na criatividade como uma ferramenta poderosa para o desenvolvimento das marcas, no mais amplo e verdadeiro sentido da palavra. Mas deixemo-nos de lamechices (eu avisei).

Sobre o Clube

Um pouco como a sociedade em geral e a indústria da criatividade em particular também o Clube ao longo dos anos tem passado por inúmeras mudanças e transformações. Aquilo que começou primeiramente por carolice de um punhado de pessoas é hoje uma marca de referência na comunidade.

Mas, é também muito comum, quando se fala do Clube, passarem despercebidas muitas curiosidades de grande importância. Para facilitar isso, aqui ficam 12 coisas que (talvez) possas não conhecer sobre o Clube Criativos Portugal, mas que não são, nem de perto nem de longe, simples detalhes.

1. Fundação

O Clube Criativos de Portugal, foi criado em 1997 como uma associação sem fins lucrativos. Na altura os fundadores do Clube foram: José Carlos Campos (presidente), Pedro Bidarra, Nelson Sinem, Paal Myhre, Pedro Ferreira, Pedro Magalhães, Alexandra Quadros, José Manuel Abrantes, Cristiano Zancuoghi, Jorge Teixeira, João Nuno Pinto, João Espírito Santo, Mário Santiago e Pedro Monteiro.

2. Sócios

Existem três maneiras de ser sócio do Clube: sócio profissional, sócio estudante e sócio agência ou produtora. Cada uma das categorias tem por conseguinte, um valor de quota anual associado e que dá acesso a um incontável número de vantagens. Os valores são de 50 euros para sócio profissional, 25 euros para sócio estudante e 300 euros para sócio agência ou produtora. As agências ou produtoras com até 5 profissionais são consideradas indie e pagam apenas 150 euros. Atualmente o Clube tem 203 sócios profissionais, 6 sócios estudantes e 55 sócios agências ou produtoras. É muito fácil ser sócio do Clube. Porque não?

3. Rede de parceiros

Ser sócio do clube, para além de todas as vantagens, também dá acesso a uma rede de parceiros nos quais é possível usufruir de descontos muito significativos. Atualmente integram esta rede 49 parceiros diferentes em áreas tão diferentes como restaurantes, lojas, hotéis, escolas entre muitos outros.

4. Voluntariado

A gestão do Clube está a cargo de uma direção eleita de forma democrática pelos sócios em assembleia-geral. Tanto a direção, como as equipas da mesa da assembleia-geral, do conselho fiscal e todas as outras equipas de trabalho, são voluntários.

5. Assembleia-geral

As principais linhas estratégicas de governação e atividades do Clube são apresentadas, discutidas e votadas, no seu órgão máximo, a assembleia-geral, onde têm participação igualitária todos os sócios (profissionais, estudantes, agências e produtoras) do Clube.

6. Representação ADC*E

O Clube Criativos Portugal é o representante da indústria criativa de Portugal na associação internacional sem fins lucrativos europeia ADC*E Art Directors Club of Europe.

7. Festival

É da responsabilidade do CCP, a organização anual do maior e mais prestigiado festival de criatividade em Portugal. Em 2019 o festival do CCP obteve 732 trabalhos inscritos a concurso. Realizado anualmente em Maio, desde 1998, que este festival premeia, inegavelmente, num número muito alargado de categorias, muito do que de melhor se faz em Portugal na criatividade comercial. Podem participar no festival qualquer profissional ou agência. Os sócios do Clube Criativos Portugal têm descontos muito significativos nas inscrições de trabalhos.

8. Anuários

Reunindo o melhor trabalho a concurso em cada edição do festival, os anuários do Clube congregam com toda a certeza, uma amostra muito interessante do que melhor se faz, numa série de áreas, em Portugal. Editados primeiramente em versão de livro, foram nos últimos anos convertidos para uma versão online que permite de forma bastante simples conhecer todos os trabalhos premiados no festival.

9. Semana criativa

Desde 2013 que o Festival do Clube Criativos Portugal integra como parte fundamental a Semana de Criatividade de Lisboa. Reunindo um conjunto muito alargado de propostas direcionadas à indústria criativa esta Semana de Criatividade é uma excelente oportunidade para conhecer esta comunidade e os seus profissionais.

10. Artes e curadorias

Durante a Semana Criativa de Lisboa, integrada no festival, o clube desenvolve com o apoio de muitos profissionais da comunidade, várias curadorias de atividades relacionadas com um sem fim de áreas artísticas diferentes. As curadorias que abrangem por norma áreas como por exemplo música, arte, fotografia, ilustração, tecnologia, letras e filme.

11. Atividades e iniciativas

Não só durante o festival ou a semana criativa, mas sim, durante todo o ano o Clube Criativos Portugal dinamiza um conjunto muito vasto de atividades e iniciativas para toda a comunidade criativa, que integram desde momentos de debate, webinares, workshops, formações, representações, comunicação de projetos, entre muitos outros.

12. Diretório de freelancers

Para além de tudo o que foi referido antes, impulsionado pelos desafios complexos que a pandemia do Covid-19 trouxe também à comunidade criativa, o CCP, criou um diretório freelancers, disponível online para consulta. Atualmente com 152 profissionais registados, este directório é por conseguinte o espaço ideal para procurar e contratar profissionais em muitas áreas da criatividade. A reforçar ainda mais a dinamização deste diretório, o Clube em conjunto com a revista Marketeer, criou a rubrica Freelancer do Dia CCP by Marketeer que permite diariamente conhecer um pouco melhor muitos dos profissionais que integram a plataforma.

* * *

Resumir o Clube em 12 pontos será sempre um exercício muito injusto. Por muito que se tente racionalizar a relevância do Clube para a comunidade, o fundamental continuará sempre a ser que este espaço é um “Clube”. Não como outros, mas sim, um Clube onde independentemente da cor favorita ou da profissão, é possível refletir em conjunto sobre a indústria, que não é só dos “criativos”, mas de todos aqueles que queiram imaginar (com toda a ousadia com que conseguirem) o futuro das marcas.

Fotografia © Clark Van Der Beken