Design systems ao serviço da indústria com a Körber Digital

Dizer que os design systems são uma tendência muito forte das disciplinas de user experience, user interface, product design ou frontend developement não passa de um lugar comum. Esta é uma evidência muito clara dos dias de hoje e uma tendência crescente em qualquer uma destas áreas. Contudo, o que se tem vindo a verificar é que os design systems são também muito valiosos a trabalhar outras disciplinas complementares como o motion ou o content design. Em cada vez mais sistemas, vão aparecendo capítulos inteiros sobre qualquer uma destas dimensões nos produtos digitais, o que vem reforçar ainda mais a necessidade do trabalho multidisciplinar das equipas em torno dos seus design systems.

Na realidade os design systems, embora sejam em si um produto invisível para os utilizadores finais dos produtos digitais que constrói, têm se afirmado cada vez mais como o espaço agregador do trabalho de muitas das se não todas as equipas técnicas que gravitam em torno dos produtos digitais. Este trabalho centralizado nos design systems, ajuda não só a todos os ganhos de eficiências que os sistema protagonizam, mas melhoram em muito o trabalho colaborativo entre as várias equipas técnicas da empresa.

A capacidade de adaptação dos design systems a diferentes contextos serão um dos temas centrais da próxima conversa dos “Design systems tratados por tu”. Vamos com a ajuda da Ana Neto, Design System Manager da Körber Digital, perceber como podem os sistemas estar na base de vários tipos de sistemas e produtos digitais que podem ir muito para além das plataformas web ou aplicações móveis.

Cartaz de promoção da conversa design systems tratados por tu de dia 27 de outubro de 2021

Sétima sessão será com a Körber Digital

É comum associar os design systems às mais variadas plataformas web ou aplicações móveis. Quase todos os sistemas mais conhecidos na indústria têm como finalidade algum produto digital com estas caraterísticas. Contudo, os design systems, podem também ir muito mais além que estes devices e serem utilizados por exemplo nos interfaces de equipamentos industriais. É sobre isto e muito mais que vamos falar com a Ana Neto e do trabalho da Körber Digital no campo dos design systems.

Para além disso, está prometida, como sempre, uma conversa bastante informal e descomplexada (mesmo que o tema possa ser indústria) sobre os desafios da equipa na criação de um design system, com o objetivo de suportar o trabalho de várias equipas internas e externas da empresa.

Fotografia © Bill Oxford